Empresa
#

NOTÍCIAS

Última atualização em: 13 de Dezembro de 2010 - 14:25:53
Vendas de caminhões disparam e concessionárias comemoram
Além da recuperação na economia, outros fatores influenciaram a procura: a isenção do IPI, que reduz em aproximadamente 5% o valor do veículo, e também o financiamento do governo com taxas menores.

É possível reparar como tem cada vez mais caminhões nas ruas. As vendas dispararam depois dos incentivos do governo. Agora, tem dono de frota com outro problema.

Nunca se vendeu tanto caminhão no Brasil como em 2010. O pecuarista João Moreira tem um novo.

“Dez mil reais de economia, era R$ 190 mil. Com esse dinheiro dá para comprar metade da carroceria”, diz João.

Nas concessionárias, as equipes comemoram. Até os caminhões que nem chegaram às lojas já estão vendidos. Tem comprador que vai esperar três meses para levar o que pagou.

“Quando tem esse aquecimento repentino, a indústria não consegue acompanhar”, explica um especialista.

No Brasil, foram emplacados mais de 140 mil caminhões de janeiro a novembro deste ano. Ao todo, 31 mil a mais que no ano passado inteiro. Além da recuperação na economia, outros fatores influenciaram a procura: a isenção do IPI, que reduz em aproximadamente 5% o valor do veículo, e também o financiamento do governo com taxas menores.

“As pessoas tiveram oportunidade de comprar caminhões com taxas de juros fixas entre 4,5% e 8%, antes era de 17% ao ano”, compara a diretora Solange Perdoncini.

A maioria dos caminhões vendidos vai ser usada para transportar produtos pelo país. Uma empresa faz fretes pelo Brasil todo. Comprou 200 novos veículos, quase o dobro do ano passado.

O aumento da frota impulsiona a oferta de emprego. Agora sobram vagas para motoristas. A procura é tanta que há até caminhões parados por falta de profissionais qualificados.

O proprietário Daniel Dall’agnol investiu pesado na transportadora de grãos. Foram R$ 5 milhões para comprar 15 caminhões. Por conta da falta de mão de obra, agora precisa com urgência contratar oito motoristas.

Fonte: Bom Dia Brasil

Todos os direitos reservados - © 2009